28°
Máx
17°
Min

Aliado ataca Maranhão e diz que ele 'não merece uma vírgula mais de respeito'

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-PE), perdeu nesta quarta, 18, o mais ferrenho defensor no plenário. O deputado Silvio Costa (PT do B-PE) disse que Maranhão deveria "ser internado", chamou-o de "desmoralizado" e disse que a partir de hoje ele tem um adversário. "Esse Waldir Maranhão não merece uma vírgula a mais de respeito. Esse Waldir Maranhão, a partir de hoje, tem um adversário", disse.

Costa disse que se voltou contra Maranhão porque ele fechou acordo na reunião de líderes, que aconteceu no final da manhã, para não presidir a sessão deliberativa para apreciar duas Medidas Provisórias de interesse do governo interino. A sessão foi presidida por Fernando Giacobo (PR-PR), segundo vice-presidente da Casa.

Silvio Costa disse que passou "o dia inteiro colado" em Maranhão para garantir que ele conduzisse a sessão. "A partir de hoje Silvio Costa é seu adversário, tenho horror a quem não tem palavra, um homem que diz para mim, o cara jurou para mim dizendo que ia presidir a sessão, até quatro e meia da tarde ele disse para mim que ia presidir, foi só eu sair de perto dele o cara correu", disse. "Fui tomar um café e ele foi embora", afirmou.

"Esse homem foi para casa, deve estar me ouvindo agora na Câmara, vou olhar no seu olho: você é um desmoralizado, você não honra essa casa, honre as calças que você veste, seja homem", disse Costa. "Esse Waldir Maranhão tem que ser internado".

Mais cedo, pelos corredores da Câmara, Costa brincava afirmando que passou horas dando "aulas" de regimento para Maranhão, que continuou, segundo ele, sem entender do assunto.

O discurso de Costa divertiu deputados da base aliada da presidente afastada Dilma Rousseff. "Tanto amor e tanto ódio, hein, Silvio?" gritou um deputado.