22°
Máx
14°
Min

Aliado de Temer promete aumentar pressão contra Waldir Maranhão

(Foto: Wilson Dias/Agência Brasil) - Aliado de Temer promete aumentar pressão contra Waldir Maranhão
(Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

O PSD, um dos partidos que integram o "centrão", bloco de apoio ao governo do presidente em exercício, Michel Temer, promete intensificar a pressão contra o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA). O PSD tem um representante no governo Temer. Gilberto Kassab comanda o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

O líder da legenda, Rogério Rosso (DF), pretende protocolar projeto de resolução que pede a suspensão das atribuições de Maranhão como Presidente interino e indicando a segunda vice-presidência, ocupada pelo deputado Giacobo (PR-PR) para a interinidade do comando da Câmara dos Deputados. O parlamentar já presidiu sessão na semana passada.

Ele também vai apresentar nesta semana um conjunto de ofícios e proposições ainda a respeito da já revogada decisão de Maranhão de anular a votação do impeachment na Câmara. Rosso presidiu a comissão especial que elaborou e aprovou parecer favorável à abertura do processo contra Dilma.

"Queremos saber os motivos jurídicos e técnicos que balizaram a decisão do deputado Maranhão e se algum servidor, consultor, advogado ou terceira pessoa, inclusive do Poder Executivo Federal ou Estadual, orientou ou contribuiu para que Maranhão tomasse o que chamamos de esdrúxula e patética decisão", afirmou Rosso.

Outra medida pretendida pelo parlamentar é apresentar representação em desfavor de Waldir Maranhão sob a alegação de que a "soberania do Plenário da Câmara dos Deputados foi atingida brutalmente".