22°
Máx
16°
Min

ANJ condena hostilidade à equipe da GloboNews em entrevista de Haddad

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) condenou a hostilidade sofrida pela equipe da GloboNews nesse domingo 2, durante entrada ao vivo no Comitê Municipal do PT em São Paulo. Após participação da repórter Andreia Sadi em telejornal da emissora, militantes petistas começaram a gritar "golpista" e "fora daqui".

O diretor-executivo da Associação Nacional de Jornais, Ricardo Pedreira, lamentou o episódio. "Mais uma vez vemos manifestações de intolerância com o trabalho dos jornalistas nessas eleições", diz. "É uma pena que alguns militantes pensem que podem impedir ou limitar o trabalho desses profissionais."

Ele afirma que atitudes como essa são autoritárias e incentivam a intolerância de pensamento. "Mas isso não vai intimidar os jornalistas. Espero que as pessoas aprendam a ser mais democráticas, seja qual for a posição partidária, e respeitem quem trabalha para levar mais informação."

Após o ocorrido, a emissora anunciou que optou por se retirar do local para manter a segurança da equipe, que saiu escoltada. Como consequência, interrompeu a cobertura no local e não acompanhou a coletiva do prefeito da capital Fernando Haddad, que perdeu a corrida pela reeleição para o tucano João Doria.