24°
Máx
17°
Min

Antes de ir para manifestação na Paulista, Alckmin diz que é preciso virar página

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), recebeu no início da tarde deste domingo, 13, na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, uma comitiva formada por senadores e deputados da oposição, entre eles o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG). O grupo seguiu junto para a Avenida Paulista, palco das manifestações na Capital, e vai se concentrar na esquina da Paulista com a Alameda Campinas.

Em entrevista coletiva concedida na sede do executivo paulista, Alckmin falou que "é preciso virar a página". "Precisamos virar essa página. Precisamos de uma solução rápida para retomar o crescimento", emendou o governador tucano. O senador Aécio Neves preferiu não falar com a imprensa e disse que iria se pronunciar quando chegasse à Avenida Paulista.

Outro grupo de parlamentares da oposição se reuniu hoje em um hotel na região da Avenida Paulista e de lá seguirá até o carro de som do Vem Pra Rua. E um terceiro grupo, dentre eles o senador José Serra (PSDB-SP) e o senador Andrea Matarazzo (PSDB), pré-candidato à Prefeitura da Capital, vai se concentrar próximo à rua Padre João Manuel, onde está localizado o carro de som do grupo Ação Popular, que é ligado à juventude do PSDB.

A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) também participa da manifestação na Paulista, bem como o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, também filiado ao PMDB.