26°
Máx
19°
Min

Arquibancadas próximas a Temer têm entrada restrita no 7 de Setembro

As arquibancadas próximas à tribuna de honra do presidente Michel Temer, na Esplanada dos Ministérios, tiveram entrada restrita no desfile de 7 de Setembro em Brasília. Conforme disseram os próprios presentes, era preciso apresentar convites para entrar no local. Inicialmente negada, a informação foi confirmada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

A chegada do presidente ao desfile foi marcada por vaias e gritos de "Fora Temer", que vieram justamente das arquibancadas mais próximas do palanque presidencial, que têm entrada restrita.

De acordo com a assessoria do Palácio do Planalto, qualquer funcionário poderia requisitar convites para participar do evento. Bastava informar o número de convidados que gostaria de trazer e, os convites foram disponibilizados conforme a capacidade do local. Segundo a assessoria, os bilhetes foram distribuídos sem distinção de cargos ou posicionamento político.

Cartazes proibidos

Os manifestantes nas arquibancadas também relataram que foram proibidos de entrar no local com cartazes ou até mesmo adesivos de protesto contra Michel Temer. "O segurança disse 'ou tira o adesivo, ou vai embora'", disse o estudante universitário Lucas Piovesan, que assiste ao desfile de 7 de setembro na arquibancada restrita.

A Secretaria de Imprensa da Presidência, entretanto, nega que tenha havido qualquer orientação desse tipo. De acordo com eles, houve apenas uma restrição para cartazes, que, se muito grandes, poderiam atrapalhar a visibilidade de outros presentes. Entretanto, a assessoria não soube informar qual seria o tamanho de cartazes autorizado.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, a restrição de convites para as arquibancadas mais próximas é uma prática comum, que também foi aplicada em governos anteriores.

Lucas, de 20 anos, disse que veio de São Paulo para uma semana de estudos na Escola da Administração Fazendária (Esaf). Ele é estudante de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo (USP) e disse estar acompanhado de um grupo de 90 universitários, muito embora nem todos tenham vindo para o desfile.

"Recebemos os convites do professor, é um convite institucional, com timbre da Presidência da República", disse Lucas. Os alunos vieram acompanhados do professor Marcelo Arno Nerling, que preferiu não dar entrevista.

Outros presentes na chamada "Arquibancada Verde", que fica à frente da tribuna de Michel Temer, também confirmaram ter recebido convites. De acordo com os manifestantes, o protesto não foi organizado e sim espontâneo.

Polícia Federal

O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, também acompanha o desfile de 7 de Setembro da tribuna presidencial. Ele foi bastante aplaudido quando os integrantes da PF desfilaram pela Esplanada. A Polícia Federal é um dos órgãos responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, que apura esquema de desvio de recursos da Petrobras.