23°
Máx
12°
Min

Ato da Força Sindical em SP deve reivindicar geração de emprego no 1º de maio

A Força Sindical realiza no domingo, 1º de maio, ato político na capital paulista para reivindicar a geração de vagas no mercado de trabalho. Com o lema, "Gerar empregos e garantir direitos", o manifesto deve reunir sindicalistas, políticos e trabalhadores e terá início ao meio-dia, na Praça Campo de Bagatelle, na zona norte de São Paulo.

O presidente da Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva, diz, em nota, que "o foco será a mudança da política econômica para gerar empregos e acabar com este sacrifício brutal que vem sendo imposto aos trabalhadores nesta crise que produziu quase onze milhões de desempregados".

A entidade também deve promover manifestos em outras cidades do interior paulista. Além de pleitear melhorias do emprego, os sindicalistas farão outras reivindicações como a garantia de direitos, não à retirada de direitos na reforma da Previdência, política de valorização do salário mínimo, correção da tabela do Imposto de Renda, política de valorização dos aposentados, igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, juros menores e valorização do servidor público.

Além de sindicalistas e trabalhadores, o evento deve contar a participação dos deputados Mendonça Filho (DEM-PE), Bruno Araújo (PSDB-PE), Carlos Sampaio (PSDB-SP), André Moura (PSC-SE), Major Olímpio (Solidariedade-SP), Darcísio Perondi (PMDB-RS), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Rubem Bueno (PPS-PR), conforme a Força Sindical. Também foram convidados a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. A entidade informa que os participantes assistirão a shows gratuitos de artistas populares, além de concorrer a sorteios de dezenove automóveis.