27°
Máx
13°
Min

Ato em Brasília teve enterro simbólico do governo Dilma e 'Parabéns' para Moro

Terminou no início da tarde deste domingo, 31, com a execução do Hino Nacional Brasileiro, a manifestação de grupos que pedem impeachment da presidente Dilma Rousseff, na Esplanada dos Ministérios.

Os organizadores, dos grupos Vem Pra Rua, Brasil Livre, Resistência Popular, Movimento Brasil de Alagoas, Limpa Brasil, Bloco pró-impeachment e Avança Brasil, esperavam contar com pelo menos 10.000 pessoas no protesto. Mas, segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, eram cerca de 5.000 pessoas.

Durante o ato, que começou com concentração às 10 horas da manhã, os líderes de diferentes grupos pró-impeachment se revezavam no carro de som, fazendo discursos pelo afastamento definitivo de Dilma, contra a corrupção e em apoio à Operação Lava Jato. A maior parte das falas foi dividida entre pedidos para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja convertido "de réu para prisioneiro" e tributos ao juiz Sergio Moro. Os manifestantes chegaram a cantar "Parabéns" e a desejar "muita saúde" para Moro, que faz aniversário nesta segunda-feira, 1º de agosto.

Foi simulado um cortejo e o enterro simbólico do governo Dilma. Ao longo do movimento, também foram feitos alertas ao presidente em exercício, Michel Temer. "Presidente Temer, tire os corruptos do seu governo", alertou, de cima do carro de som, Ricardo Noronha, porta-voz do movimento Limpa Brasil.

Com a aproximação da votação do processo de impeachment no Senado, os líderes orientaram os presentes a falar com os senadores ainda indecisos e a "encher" as caixas de e-mails dos parlamentares para que eles "não tenham dúvida" e "tirem definitivamente o PT do governo do Brasil."

Cartazes trazidos pelos manifestantes continham também críticas ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por supostamente tentar deter a Lava Jato, e ao TSE que, segundo os manifestantes, não está comprometido em cassar a chapa Dilma-Temer. Outras causas, como a "Escola sem Partido", também marcaram presença.

Numa manhã ensolarada, o movimento foi pacífico e contou com a participação de famílias com crianças. A PM colocou 430 homens para fazer a segurança.