22°
Máx
14°
Min

Atos que tomei no passado não influenciarão processo, diz relator do impeachment

O relator da Comissão Especial do Impeachment do Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), rebateu na tarde desta sexta-feira, 29, as acusações feitas pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) de que ele teria usado expedientes semelhantes aos que são alvo do processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff quando era governador de Minas Gerais. "Vossa Excelência quer cassar a presidente por um ato igual ao que Vossa Excelência adotou em Minas?", questionou Lindbergh.

Anastasia respondeu que não é o mandato dele como governador em Minas Gerais que está em questão, mas sim os atos da presidente Dilma Rousseff. "Nenhuma voz trovejante vai alterar a minha tranquilidade. Minha filiação partidária ou atos que tomei no passado não influenciarão a minha responsabilidade neste processo", afirmou. "Vamos nos restringir aos autos. Não será com desespero que vamos tratar desse processo, que é jurídico e político", completou.