27°
Máx
13°
Min

Barbosa: sem mudança na meta fiscal de 2016, governo fará corte no Orçamento

Com pouco menos de um mês para anunciar um novo relatório de avaliação de receitas e despesas da União, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou que o governo está fazendo as atualizações de Produto Interno Bruto (PIB) e receitas para este ano, mas que ainda não tem os cálculos sobre o corte que irá efetuar caso o Congresso não aprove uma alteração da meta fiscal antes de 20 de maio, quando o documento será divulgado.

"Não tem número definido, estamos atualizando nossas estimativas. Quando divulgarmos o relatório e se houver uma queda na previsão de receita, que tudo indica que haverá, será necessário aumentar o contingenciamento", disse.

Na avaliação do ministro, o Congresso precisa aprovar a alteração da meta fiscal para evitar o terceiro corte no Orçamento de 2016. "É crucial para o bom funcionamento da economia e do governo", afirmou.

Barbosa fez questão de ressaltar que a União tem dinheiro para pagar suas despesas. Segundo ele, o governo tem recursos na conta única e compradores para os seus títulos públicos. "Não se trata de falta de recursos e sim de falta de autorização legislativa para alterar a meta fiscal", destacou.

Sobre o impacto de um novo corte nos programas sociais, Barbosa evitou comentar e prever o que pode acontecer. Ele se limitou a dizer que o governo irá se pronunciar quando apresentar o decreto no mês que vem.