22°
Máx
16°
Min

Beto Mansur entrega notificação sobre criação da comissão do impeachment

O primeiro-secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), deixou há pouco o Planalto após entregar a notificar da comissão especial do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, o documento, endereçado ao ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, foi entregue ao subsecretario de assuntos legislativos, Danilo Gennari de Souza.

Na notificação do processo, a Casa incluiu a delação premiada do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS). Ao chegar, o deputado reafirmou que a presidente terá o prazo de dez sessões para apresentar sua defesa. "A comissão deve se instalar hoje pelo que determinou o presidente (da Câmara) Eduardo Cunha, mas começa a valer a partir de amanhã, porque mesmo sessões sem votação você vai poder contar como uma dessas dez para o prazo de defesa", afirmou.

Contando com ajuda de auxiliares, o deputado trouxe ao todo 15 volumes de documentos. "Os documentos estão completos", disse. O deputado chegou minutos depois que recomeçou uma manifestação contra o governo. Os manifestantes, que estavam em um bloqueio foram há pouco liberados para as proximidades do Planalto. A presidente Dilma ainda está na casa.