24°
Máx
17°
Min

Bruno Araújo confirma que deixou pasta para votar pela PEC do Teto na Câmara

O deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) confirmou ter pedido o afastamento do cargo de ministro das Cidades para retornar à Câmara e poder votar favoravelmente à Proposta de Emenda à Constituição 241/2016, que institui um teto para os gastos do governo.

Em nota, Araújo destacou que o País precisa rever seus gastos para que possa voltar a crescer, gerar empregos e renda para toda a população. "Será um momento de conscientização da sociedade para que o nosso futuro seja melhor do que os dias trágicos vividos hoje. Estamos trabalhando para que a economia seja mais eficiente, com governança e transparência", afirmou.

Além de Araújo, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (PSB-PE), que também é deputado federal, se afastou do cargo para participar da votação da PEC 241 no Plenário da Câmara nesta segunda-feira, 10.

A sessão desta segunda dará início à votação da matéria em primeiro turno na Casa. O governo vem afirmando já ter os votos para aprovar o texto. Pelas contas do Planalto e de governistas na Câmara, os votos favoráveis à PEC já passam de 365, além do mínimo necessário de 308 votos.

A exoneração dos dois ministros foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Eles devem reassumir os ministérios após a votação.