24°
Máx
17°
Min

Bruno Araújo diz que voto decisivo justifica sua passagem pela vida pública

O deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) disse no final da noite deste domingo, 17, que "foi uma grande honra" apresentar o 342º voto "sim", decisivo para a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segundo ele, somente isso já justificaria sua passagem pela vida pública. "Representar toda a expectativa nacional nesse voto que seguramente vira uma página na história do País justifica minha passagem pela vida pública", disse ele logo após apresentar seu posicionamento no plenário da Câmara.

O tucano afirmou que foi um dos primeiros a articular para arregimentar votos para a abertura do processo e que, durante o processo, as articulações foi alvo de descrédito e críticas internas em vários momentos.

O processo de adesão do PSDB à tese de impeachment foi capitaneada pelos deputados mais novos enquanto os caciques do partido apostavam na realização de novas eleições.

"No ano passado eu era líder da oposição e começamos a primeira lista de impeachment e não tinha nem 70 votos. Acompanhamos o processo de 70 votos até chegar ao dia de hoje", disse. "Ter sido escolhido para dar este grito em nome de milhões de brasileiros que esperaram este momento é passar um filme de volta de cada detalhe do que vivemos nestes últimos 14 meses", completou.