21°
Máx
17°
Min

Candidato à reeleição é barrado ao ser considerado ‘analfabeto’

(foto: Facebook/Reprodução) - Candidato à reeleição é barrado ao ser considerado ‘analfabeto’
(foto: Facebook/Reprodução)

O juiz da 40ª Zona Eleitoral, Gabriel Kutianski Gonzalez Vieira, indeferiu o registro da candidatura do prefeito de Sertanópolis (40 km de Londrina) Aleocidio Balzanelo (PDT), que tenta a reeleição.

A alegação é de que o candidato seria analfabeto, uma das causas de inelegibilidade previstas na Constituição.

De acordo com o juiz, Balzanelo foi submetido a um teste em que foram perguntadas duas das competências de um prefeito. "Fico despachando o dia inteiro e também visitando obras. Adiministro (sic) minhas propriedade (sic) com uma equipe escolhida e formada por mim e sempre tivi (sic) exeto (sic)", respondeu o prefeito.

No entendimento de Vieira, o candidato “não consegue correlacionar sua resposta ao grau mínimo de entendimento que se exige de uma pessoa que pretende ocupar cargo de tamanha importância como o de Prefeito”.

Apesar de ter o registro indeferido, Balzanelo continua normalmente em campanha, já que a decisão só tem efeito quando transitada em julgado, após recursos em instâncias superiores.

Outro lado

Em nota, a coligação de Balzanelo classificou a decisão como equivocada.

“O candidato “Tide Balzanelo”, embora tenha cursado apenas os anos iniciais do ensino fundamental, possui domínio da leitura e escrita. Tal comprovação, inclusive, já foi atestada pela própria Justiça Eleitoral em eleições anteriores quando da análise dos pedidos de registro de candidaturas (“mandatos de Vereador (duas legislaturas), vice-prefeito (dois mandatos) e prefeito (atual mandato)). Em todas as oportunidades, após a realização do teste de alfabetização, o candidato “Tide Balzanelo” foi reconhecido como alfabetizado.

É inconcebível aceitar a afirmação de que “Tide Balzanelo” não possui capacidade de discernimento ante ser analfabeto. Como um homem de origem muito pobre e sem estudos, poderia ter se tornado um grande empresário, exportador de grãos, operador de investimentos em Bolsas de Valores e grande agricultor, sem ao menos, saber ler e escrever?

Neste contexto, certos do equívoco do resultado do teste de alfabetização realizado pelo Juízo da 40ª Zona Eleitoral do Estado do Paraná - Sertanópolis – informamos que os advogados da coligação irão recorrer da referida decisão que será, certamente, reformada pelo egrégio Tribunal Regional Eleitoral do Paraná.

Enquanto aguardamos a decisão do TRE-PR, seguiremos normalmente com a campanha eleitoral de nossos candidatos”.