22°
Máx
16°
Min

Candidato a vereador e eleitor são detidos por compra de voto

Situação foi flagrada pela Polícia Civil após denúncias feitas por moradores da região (Foto: Divulgação / Polícia Civil) - Candidato a vereador e eleitor são detidos por compra de voto
Situação foi flagrada pela Polícia Civil após denúncias feitas por moradores da região (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Policiais civis da Delegacia de Santo Antônio do Sudoeste receberam uma denúncia de crime eleitoral nesta terça-feira (27) em Pranchita (149 quilômetros de Pato Branco). Os ocupantes de dois veículos estariam realizando compra de votos na comunidade de Rio das Matas, interior do município.

Os policiais foram até o local e viram uma camioneta com as características repassadas na denúncia. Ao perceber a presença da polícia, o condutor fugiu em alta velocidade, mas foi abordado dentro de um galpão.

Os dois suspeitos: candidato a vereador e um morador do local negaram a compra de votos, porém em um dos veículos foi encontrado o material de campanha e cerca de R$ 850 em cédulas de 50, além de um talão de cheques com vários canhotos em branco.

Os dois foram presos autuados em flagrante pelo artigo 299 do Código Eleitoral. Após pagar fiança no valor de R$ 10.000, os dois foram liberados. Por se tratar uma atitude individual, os nomes e o partido do candidato não foram divulgados. O material de campanha, o dinheiro e dois celulares foram apreendidos. O Inquérito Policial terá o prazo de 30 dias para ser concluído.

De acordo com a polícia, os eleitores que vendem seus votos também respondem pelo mesmo crime dos candidatos que os compram, cuja pena pode chegar a 4 anos de prisão e que os candidatos envolvidos neste tipo de crime, além da pena de prisão prevista, poderão perder o futuro mandato, caso sejam eleitos.

Colaboração PP News FB.