21°
Máx
17°
Min

Candidato do PSDB vence em 56 das 58 zonas eleitorais

O candidato tucano João Doria venceu em 56 das 58 zonas eleitorais de São Paulo e subverteu o mapa tradicional de votação da capital paulista. Desde 2004 as áreas periféricas não votavam de forma semelhante às regiões mais ricas. A zona eleitoral em que o candidato do PSDB teve maior proporção de votos foi Indianópolis (73,8%), uma área de classe média alta. O segundo maior porcentual foi na zona Jardim Paulista (71,7%), a mais rica da cidade.

O petista Fernando Haddad, candidato à reeleição e segundo colocado na disputa em toda a cidade, não ganhou em nenhuma zona eleitoral. Em 2012, no primeiro turno, Haddad venceu em 27 zonas, nos extremos das zonas leste, norte e sul.

A candidata Marta Suplicy (PMDB) ficou à frente de Doria em duas zonas: Parelheiros e Grajaú. São áreas de baixa renda e que votaram massivamente em Marta quando ela concorreu à prefeitura em 2008, na época pelo PT, contra Gilberto Kassab (então no DEM).

A vantagem da agora peemedebista foi de nove pontos porcentuais em Parelheiros. No Grajaú, houve quase empate com Doria: 31,5% a 30,6%.

Em 35 das 58 zonas eleitorais, João Doria teve mais da metade dos votos válidos, ou seja, mais do que a soma dos adversários. Em apenas sete zonas ele teve menos de 40%.

Já Haddad teve mais de 20% dos votos em apenas seis zonas. Seu melhor desempenho não foi na periferia, mas na zona eleitoral de Pinheiros (24,4%). Seus piores resultados foram em duas zonas da região norte da cidade, Vila Sabrina (12,4%) e Vila Maria (11,9%).