22°
Máx
16°
Min

Carla Pimentel interrompe sessão e denuncia Professor Galdino por agressão

Uma denúncia de agressão entre parlamentares na Câmara de Vereadores de Curitiba movimentou a sessão. A vereadora Carla Pimentel, pediu urgência para um comunicado e “afirmou que foi agredida pelo vereador Professor Galdino”. Conforme a vereadora, “ela estava na sala ao lado, quando foi agredida física, psicológica e moralmente pelo Professor Galdino. Tenho testemunhas, dois vereadores intervieram e um terceiro presenciou tudo”.

A vereadora pediu permissão ao presidente da Casa para acionar a Polícia Militar e registrar o boletim de ocorrência do caso. Conforme o presidente “a vereadora é livre para acionar os órgãos competentes e registrar o caso”. A vereadora então, afirmou que imediatamente acionaria a polícia.


Professor Galdino negou veementemente que tenha agredido a colega. “O que aconteceu foi que ela roubou um santinho meu, com a intenção clara de copiar meu santinho. Eu não a agredi, apenas fui pegar meu santinho de volta”.

O presidente da Casa afirmou que a partir do registro do caso na polícia e na Comissão de Ética, a postura do vereador e o caso será avaliado da forma devida.

No momento do fato, o projeto da proibição do uso de máscaras em protestos estava sendo discutido. Diante dos fatos, e das sugestões de melhoria para o projeto, o autor pediu adiamento por 18 sessões.  


Atualização

A Polícia Civil confirmou que o vereador Professor Galdino foi encaminhado pela Guarda Municipal ao 1º Distrito Policial. Conforme a polícia, o caso está sendo registrado e ainda não há informações sobre como será o desfecho da situação, se o vereador ficará preso ou não.