28°
Máx
17°
Min

Caso Shirogohan: ex-presidente da Câmara de Londrina é preso

(foto: Devanir Parra/CML) - Caso Shirogohan: ex-presidente da Câmara de Londrina é preso
(foto: Devanir Parra/CML)

O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Londrina Sidney Osmundo de Souza foi preso na manhã desta terça-feira (3) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A prisão é consequência de uma condenação do “caso Shirogohan”, no qual o vereador foi condenado por receber propina do dono de uma boate para alterar o zoneamento urbano, permitindo o estabelecimento de continuar funcionando na zona leste de Londrina.

Sidney foi condenado em 2012 a quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto, além do pagamento de multa de R$ 300 mil, pelo então juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Katsujo Nakadomari.

Por conta desta condenação, Souza foi impedido de assumir uma vaga no Legislativo em 2012, mesmo após vitória nas urnas.

Ele era considerado o comandante de um esquema criminoso estabelecido em 2006 na Câmara de Vereadores para aprovar projetos de interesse de empresários mediante pagamento de propina.

A sentença foi determinada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, mas ainda cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A reportagem tenta contato com o advogado de Sidney de Souza, Dely Dias das Neves.