22°
Máx
16°
Min

CMO suspende sessão por falta de quórum e votação da meta fica para esta terça

O presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), deputado, Arthur Lira (PP-AL), encerrou a sessão da comissão por falta de quórum de senadores. A sessão, que estava suspensa, foi iniciada e encerrada no mesmo momento porque apenas um senador membro estava presente e pelo menos dois precisavam comparecer para que o projeto de alteração da meta fiscal fosse votado. O projeto permite que a nova equipe econômica, que tem Henrique Meirelles comandando a Fazenda, termine 2016 com um déficit de R$ 170,5 bilhões. "Estávamos esperando a presença de um senador para iniciarmos a discussão da meta. É uma pena que o projeto vá direto ao plenário", disse.

Confiante de que ainda é possível que a comissão vote o tema antes do plenário do Congresso, Lira convocou uma reunião para 10h de amanhã. "A única possibilidade é uma flexibilidade amanhã no quórum do Congresso", disse.

Para o relator do projeto na comissão, deputado Dagoberto (PDT-MS), quase tudo que foi enviado no pedido anterior de alteração da meta fiscal, ainda no governo da presidente afastada, Dilma Rousseff, foi aproveitado. "O novo governo só enxugou algumas coisas e aumentou a previsão de déficit, mas números apresentados são reais e acho que era possível um entendimento", afirmou após o fim da sessão.

O relator afirmou que não discutir esse tema na Comissão de Orçamento é um prejuízo para o entendimento da Casa e do projeto.