27°
Máx
13°
Min

Contra impeachment, MST invade sedes de instituto de terras no Pontal

(Foto: José Cruz/ Agência Brasil) - Contra impeachment, MST invade sedes de instituto de terras no Pontal
(Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

Em ato contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram na manhã desta sexta-feira, 29, os escritórios do Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) nas cidades de Mirante do Paranapanema e Presidente Venceslau, no Pontal do Paranapanema, oeste paulista. Os grupos reivindicam também mais rapidez na arrecadação de terras públicas para assentar famílias acampadas.

De acordo com a Polícia Militar, cerca de 40 pessoas ocupam o prédio de Mirante e aproximadamente 70 estão na unidade de Venceslau, mas de forma pacífica. O MST, no entanto, informou que há 100 militantes em cada lugar. De acordo com o movimento, foi assinado um convênio entre o governo federal e o Estado para arrecadar 32 mil hectares de terras públicas na região, mas até agora nenhuma família foi assentada. Em faixas, os manifestantes denunciam o "golpe do PMDB, com Temer, Eduardo Cunha, e do PSDB contra a presidente Dilma".

Em nota, o Itesp informou que a reforma agrária é de competência do governo federal e que, em 2014, foi firmado um convênio a fim de agilizar o processo de reversão de terras devolutas para instalar assentamentos. "Mas elas só serão arrecadadas caso os possuidores manifestem interesse na realização dos acordos", informou.

Segundo o Itesp, uma área já teve o pagamento efetuado em Mirante do Paranapanema e há negociação envolvendo mais três fazendas na região. Nesta tarde, o órgão negociava a saída dos ocupantes.