26°
Máx
19°
Min

Convidados a assinar manifesto, candidatos de SP falam sobre combate à corrupção

Na semana anterior ao ato em que serão convidados a assinarem um compromisso contra a corrupção na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), os cinco candidatos mais bem posicionados nas pesquisas de intenção de voto em São Paulo falaram sobre o combate a esse tipo de crime em uma entrevista a um canal no YouTube.

Todos prometeram desenvolver ações para combater a corrupção em seus governos, caso eleitos, sobretudo com fiscalização. As entrevistas foram divulgadas na terça-feira, 6, no canal "Me Poupe", da jornalista Nathalia Arcuri, que fala sobre finanças pessoais. Durante a gravação, os candidatos tiveram 30 segundos para completar a frase "corrupção se combate com...".

Líder nas pesquisas eleitorais, Celso Russomanno (PRB) prometeu fiscalização, eficiência e, "acima de tudo", pessoas corretas na administração pública. "É possível. Não sei se conseguimos exterminar (a corrupção no governo municipal), mas ao longo da minha vida eu fiz isso e deu sempre certo", disse.

O prefeito e candidato à reeleição Fernando Haddad (PT) destacou o trabalho da Secretaria de Combate à Corrupção e disse que é possível fazer um trabalho "com transparência e com valorização dos servidores corretos, que é 99% do serviço público".

A candidata Marta Suplicy (PMDB), que comandou a Prefeitura de 2001 a 2004 e que justifica sua saída do PT por não concordar com os escândalos de corrupção de seu ex-partido, disse que só fiscalização basta para combater a corrupção. "Colocaria a Corregedoria com o Ministério Público controlando", afirmou.

Luiza Erundina (PSOL), que foi prefeita da capital pelo PT entre 1989 e 1992, falou que a corrupção pode ser combatida com a participação direta da população, além de mecanismos públicos criados para isso. "Dá para fazer, imediatamente assumindo no primeiro dia. Já fiz isso há 25 anos quando fui prefeita, não havia corrupção no nosso governo", comentou.

Durante o vídeo, o candidato do PSDB, João Doria, disse apenas três palavras para completar a frase "corrupção se combate com..", como proposto pela jornalista. "Eficiência, transparência e verdade", afirmou.

Manifesto

Nas próximas segunda e terça-feira, dias 12 e 13, os candidatos estarão em um evento da Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), onde serão convidados a assinar o "Manifesto por Eleições Limpas", que propõe um compromisso por uma campanha transparente e o combate a crimes dentro da administração, caso eleitos.

A não criação de nenhum cargo comissionado além dos existentes e a realização de plebiscitos para consultar a população sobre temas relevantes também são medidas sugeridas pela OAB-SP para os políticos assinarem.

Na segunda-feira, estarão na sede da OAB-SP os candidatos João Doria, Luiza Erundina e Celso Russomanno. Na terça, Marta Suplicy e Fernando Haddad vão falar no evento. Henrique Áreas (PCO), Ricardo Young (Rede), Major Olímpio (SD), João Bico (PSDC) e Altino Prazeres (PSTU) também confirmaram presença.

A assessoria de imprensa da OAB-SP informou que nenhum dos candidatos confirmou até o momento se irá assinar o manifesto. O evento ocorre nos 234 escritórios da OAB no Estado e foram convidados todos os candidatos em cada cidade.