22°
Máx
14°
Min

Cunha diz que churrasco foi para agradecer funcionários que serviram sua família

O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) usou seu espaço no Twitter para dizer que o churrasco promovido hoje na residência oficial da Câmara foi em oferecimento aos funcionários que serviram a sua família. "Quero reconhecer a dedicação de todos e agradecer a atenção dispensada a mim e a minha família nesse tempo que residi na residência oficial", escreveu.

Cunha disse que realizou o almoço para os funcionários da casa e da presidência, além da equipe de segurança que o acompanhou nos últimos tempos. Embora esteja afastado das atividades parlamentares, o peemedebista se mudará nos próximos dias para um apartamento funcional localizado na Asa Sul, bairro do Plano Piloto de Brasília.

O parlamentar ainda não deixou a residência oficial porque aguarda a instalação de aparelhos de ar-condicionado no imóvel da Câmara. Se não desocupar a mansão no Lago Sul até o dia 6, poderá pagar multa diária equivalente a 1/30 do valor do auxílio-moradia concedido aos parlamentares, que hoje é de R$ 4.253,00.

O peemedebista vai ocupar o apartamento faltando poucas semanas para o plenário da Câmara votar o pedido de cassação de seu mandato. A Mesa Diretora autorizou o uso de um apartamento funcional para que a residência oficial fosse liberada o quanto antes para o novo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A permanência de Cunha na residência oficial vem incomodando a cúpula da Câmara. Sem o espaço, Maia tem feito reuniões em seu gabinete ou nos apartamentos cedidos pelos colegas. A residência da Câmara não serve apenas de moradia do presidente, mas de espaço de encontros políticos e recepções oficiais.