24°
Máx
17°
Min

Cúpula do PSDB vê dificuldades em apoiar Crivella ou Freixo no Rio

Integrantes da cúpula nacional do PSDB afirmaram nesta terça-feira, 4, que veem dificuldades um possível anúncio de apoio aos candidatos Marcelo Crivella (PRB) ou Marcelo Freixo (PSOL) no segundo turno da disputa pela prefeitura do Rio de Janeiro.

Após o resultados das urnas, que levou Crivella e Freixo para o segundo turno da disputa na capital fluminense, os dois postulantes iniciaram a busca pelo apoio dos concorrentes que foram derrotados. Na disputa, o PSDB lançou Osório, que ficou em sexto colocado com 8,62% dos votos válidos.

"A tendência não está muito longe do sentimento que o candidato Osório já externou. Há uma dificuldade de o PSDB em se identificar com qualquer uma das candidaturas, mas quero consultar primeiro outras lideranças locais", afirmou o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), após reunião com integrantes do partido em Brasília.

Aécio disse que na tarde desta terça-feira iria fazer uma conferência com a participação do presidente estadual do PSDB no Rio, Otávio Leite, para só depois anunciar, a decisão.

"Essa talvez seja a questão mais difícil para o PSDB resolver. (Não apoiar nenhum dos candidatos) é uma hipótese e acho que ela hoje é a mais predominante", afirmou o vice-presidente do PSDB e senador Tasso Jereissati (CE), que também participou do encontro dos tucanos.

PMDB

Na reunião, alguns integrantes da legenda consideraram como "surpreendente" o fato de o PMDB não ter conseguido chegar ao segundo turno na capital fluminense. O candidato peemedebista, Pedro Paulo, ficou no terceiro lugar com 16,12% dos votos.

"Impressionante. O Rio com Copa do Mundo, Olimpíadas, isso há dois meses atrás. (O PMDB) com o governo do Estado, a prefeitura... Foram muitos erros", considerou Jereissati.