23°
Máx
12°
Min

Curitiba está em 1.212ª colocada no ranking de eficiência que avaliou entrega de serviços básicos à população

(Foto: Ilustração) - Prefeitura de Curitiba fica em 1.212ª no ranking de eficiência
(Foto: Ilustração)

A Folha de São Paulo em parceria com o Datafolha, realizou uma pesquisa que levantou dados referentes as prefeituras brasileiras e elencou em uma listagem quais entregaram mais serviços básicos à população com o menor uso de recursos financeiros.

Os setores avaliados são saúde, educação e saneamento básico e as avaliações atingiram 95% das cidades, ou seja, 5.281 municípios, que foram ‘carimbados’ como eficientes, com alguma eficiência, pouca eficiência ou ineficiente.

A cidade considerada ‘a mais eficiente’ foi Cachoeira da Prata, em Minas Gerais que teve índice de 0,656 em eficiência. A primeira cidade do Paraná a entrar na lista, foi Lobato, em segundo lugar na eficiência com índice de 0,646.

Já Curitiba entrou na lista das ‘eficientes’, mas atingiu apenas a 1.212ª colocação, com índice de 0,503.

De acordo com a avaliação de especialistas consultados, existe uma avaliação negativa muito forte em relação a qualidade dos gastos. Conforme Naercio Menezes, coordenador do Centro de Políticas Públicas do Insper, em entrevista à Folha, “Poderíamos melhorar muito a educação, mesmo sem mais recursos”.

Na área de Saúde, o médico Gustavo Gusso, professor da USP e especialista em atenção básica, diz que "a falta de foco e a busca de votos" são os maiores problemas em sua área.

Câmara

O ranking que apontou Curitiba na 1.212ª colocação foi comentado por um vereador na tribuna da Câmara de Vereadores. “É um dado preocupante, pois Curitiba está na lanterninha das áreas de saúde, educação e saneamento. Entre as capitais, é a 9ª colocada”, criticou o vereador.

Colaboração Folha de São Paulo/Câmara de Vereadores de Curitiba