22°
Máx
16°
Min

Debate Estadão, Gazeta e Twitter será no domingo

Os seis principais candidatos à Prefeitura de São Paulo participarão no domingo, 18, a partir das 18h30, de debate eleitoral promovido em parceria pelo Estado, a TV Gazeta e o Twitter. O encontro será dividido em cinco blocos e terá duração aproximada de três horas.

Além das tradicionais perguntas entre os candidatos, a parceria inédita permitirá um programa com formato inovador, que agregará novas maneiras de interação nas redes sociais. Entre elas está a transmissão do encontro pelo Periscope, aplicativo que permite a exibição ao vivo por meio do Twitter. O debate também será transmitido ao vivo pelo estadao.com.br, e pelas Rádio Estadão (FM 92,9 Mhz) e Rádio Gazeta (AM 890 Khz).

"A junção do Estado, com a Gazeta e o Twitter amplia os efeitos do jornalismo e da prestação de serviços aos cidadãos de todas as faixas etárias", diz o editor executivo de Conteúdos Digitais do jornal O Estado de S. Paulo, Luis Fernando Bovo.

Além de Celso Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB), João Doria (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Major Olimpio (SD), que têm a participação nos debates garantida por lei, a organização do programa convidou Luiza Erundina (PSOL), quinta colocada nas pesquisas de intenção de voto. A participação da deputada foi possível após entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que caberia à emissora a decisão de chamar candidatos que cujos partidos não têm mais de nove representantes na Câmara.

A mediação do encontro será da jornalista Maria Lydia Flândoli, com a participação dos jornalistas do jornal O Estado de S. Paulo Pedro Venceslau, repórter de Política, e Haisem Abaki, âncora da Rádio Estadão, que farão perguntas aos candidatos. Rodolpho Gamberini, apresentador do Jornal da Gazeta, e Josias De Souza, comentarista de política da emissora, também farão perguntas.

Perguntas de eleitores

Os eleitores também terão a oportunidade de questionar os candidatos. Para isso, é necessário enviar pergunta em vídeo pelo Twitter com a hashtag #GazetaEstadao. A questão não deve ser direcionada a um candidato específico. "Livre debate é a essência da democracia, ainda mais com participação direta do cidadão, como teremos, com perguntas enviadas através do Twitter e dos portais do Estadão e da Gazeta", afirma Dácio Nitrini, diretor de Jornalismo da Gazeta.

As questões serão organizadas e exibidas em um painel do Twitter Moments, recurso que permite aos usuários acessar o melhor conteúdo da plataforma. "Além de criar uma conexão em tempo real entre os usuários e a transmissão do debate, o Twitter terá um papel fundamental de dar voz aos eleitores e colocá-los no papel de protagonistas, permitindo que enviem suas perguntas diretamente aos candidatos", diz Jonas Oliveira, diretor de notícias e política do Twitter Brasil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.