27°
Máx
13°
Min

Deputada governista do PR renuncia à vaga na comissão especial do impeachment

Declaradamente contrária ao afastamento da presidente Dilma Rousseff, a deputada federal Zenaide Maia (PR-RN) renunciou nesta quarta-feira, 30, à vaga de membro titular do PR na Comissão Especial do Impeachment na Câmara. Ela alegou problemas de saúde na família para deixar o colegiado.

Zenaide ocupava uma das quatro vagas titulares do PR na comissão. Segundo a Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara, o substituto da deputada na comissão deverá ser escolhido por meio de nova eleição no plenário. A secretaria esclareceu ainda que a nova escolha de integrantes não afeta o andamento e prazos do processo na comissão.

Além da vaga de Zenaide, o plenário deverá eleger dois novos suplentes da comissão após os antigos suplentes perderem as vagas por terem mudado de partido. Uma das vagas será para suplência do PTdoB, após o deputado Franklin Lima (MG) deixar a sigla e ir para o PP. A outra delas é do PMB, aberta com a migração de Fábio Ramalho (MG) para o PMDB.

A Secretaria-Geral da Mesa Diretora informou que a escolha dos novos membros da comissão deverá seguir o rito estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ou seja, os líderes desses partidos cujas vagas estão abertas deverão indicar os candidatos e eles serão eleitos por meio de votação aberta no plenário.