23°
Máx
12°
Min

Desenvolvimento Social e Agrário exonera 33 ocupantes de cargos comissionados

Depois da Cultura e da Saúde, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário decidiu exonerar 33 ocupantes de cargos comissionados da pasta. As demissões estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 29, e abrangem, em sua maioria, cargos de assessores técnicos e coordenadores.

Nesta quinta-feira, 28, o Ministério da Saúde exonerou titulares de 73 cargos comissionados, dentre os quais postos de assessoria técnica, gerentes de projeto e coordenadores de área. Na última terça-feira, o Ministério da Cultura exonerou 70 pessoas de cargos de confiança, direção, coordenação e da cúpula de algumas de suas instituições. A Cinemateca Brasileira (SP), por exemplo, teve cinco diretores exonerados.

Hoje, a Saúde publicou uma nomeação - de Adeilson Loureiro Cavalcante, para secretário de Vigilância em Saúde - e mais exonerações, quatro ao todo: Antonia Eliana Pinto, do cargo de diretora do Departamento de Ouvidoria-Geral do SUS da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa; Maurício Vianna, do cargo de diretor do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção à Saúde; Paulo Eduardo Guedes Sellera, do cargo de diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS da Secretaria Executiva; e Pedro Reginaldo dos Santos Prata, do cargo de diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse ontem ao Broadcast Político que as demissões na sua pasta seguiram a orientação do Palácio do Planalto de redução de funções comissionadas. "É uma decisão administrativa", garantiu.

Ele ainda falou em enxugar a máquina pública e acabar com o "aparelhamento". Na Cultura, o titular Marcelo Calero também afirmou ser necessário acabar com o "aparelhamento" do órgão.

No mês passado, o governo Temer prometeu cortar 4,3 mil cargos em comissão, funções e gratificações e reservar outros 10.462 cargos comissionados de Direção e Assessoramento Superiores, os chamados DAS, exclusivamente para servidores públicos de carreira.

Outras pastas

O Diário Oficial de hoje ainda trouxe a nomeação de Juliano Pasqual para o cargo de diretor de Gestão Administrativa do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), e de Ricardo de Araújo Santa Ritta, para o cargo de secretário nacional de Irrigação do Ministério da Integração Nacional.