22°
Máx
17°
Min

Devemos sim admitir a denúncia para que Senado julgue Dilma, diz líder do PSD

(Foto: Nilson Bastian/ Câmara dos Deputados) - Devemos sim admitir a denúncia para que Senado julgue Dilma, diz líder do PSD
(Foto: Nilson Bastian/ Câmara dos Deputados)

O líder do PSD na Câmara dos Deputados, Rogério Rosso, encaminhou a bancada da legenda para votar a favor da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) neste domingo, 17. "O relatório do deputado Jovair Arantes é cristalino e claro. Devemos, sim, admitir a denúncia e encaminhá-la ao Senado Federal para que a presidente possa se defender no devido processo legal", afirmou.

Rosso acrescentou que o País atravessa uma "tempestade perfeita", com crises econômica, política, ética e no trato da coisa pública e afirmou que a superação depende de cada um dos deputados em encontrar rumos para a sociedade brasileira. "Por isso, a bancada do PSD votará 'sim' ao relatório de Jovair Arantes" (PTB-GO).

Presidente da Comissão Especial do Impeachment, Rosso defendeu os trabalhos realizados nas últimas semanas. "Devido à complexidade do tema, não poderia fazer apenas três reuniões como em 1992, que somaram apenas sete horas. Desta vez, fizemos 11 reuniões com mais de 50 horas de debate", disse, ressaltando o fato de o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, se pronunciar por duas vezes na comissão.

Rosso reforçou ainda que os trabalhos da comissão foram referendados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ao concluir sua fala, o líder do PSD disse esperar que o Brasil saia mais forte e mais unido deste processo.