27°
Máx
13°
Min

Dilma confirma participação em ato do dia 1º de Maio em São Paulo

A presidente Dilma Rousseff acertou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da silva a ida dos dois às comemorações do dia 1º de Maio, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. O governo quer transformar este ato em mais uma grande manifestação em defesa do mandato da presidente Dilma, com discursos inflamados e grande presença dos movimentos sociais.

Neste dia, a presidente pretende também anunciar medidas que possam beneficiar os usuários do Bolsa Família, com objetivo de fazer um contraponto às promessas que estão sendo feitas pelo vice-presidente Michel Temer.

O acerto foi feito em reunião no Palácio da Alvorada, na tarde desta quinta-feira, 28, quando os dois fizeram mais uma reunião com os ministros da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, e da Chefia de Gabinete, Jaques Wagner, para discutir estratégias para os próximos dias.

Lula, em sua nova passagem por Brasília, intensificou as conversas com senadores de vários partidos. Ao mesmo tempo, dão prosseguimento às discussões sobre o "melhor momento" de levar adiante as discussões sobre a proposta de antecipação das eleições presidenciais.

Mais dois ministros saem antes do fim do governo - o do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e a da Agricultura, Kátia Abreu. Ambos senadores, eles deixarão seus cargos poucos dias antes da votação em plenário da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O objetivo é assegurar mais dois votos e ajudar a fazer a defesa da petista, na reta final, no Senado.