22°
Máx
17°
Min

Dilma deixa casa de Pezão e segue para ato no Rio

Após uma visita que durou cerca de uma hora, a presidente afastada Dilma Rousseff deixou há pouco a casa do governador licenciado do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), no Leblon, zona sul da capital fluminense. Diversas pessoas se aglomeraram nas proximidades do prédio, alguns gritaram palavras a favor de Dilma, mas a maioria vaiou a presidente afastada.

Em breve fala com a imprensa, Dilma disse apenas que Pezão está "muito bem". O governador, que já se posicionou a favor de Dilma, está licenciado do cargo desde março para tratamento de um linfoma não-Hodkin.

Houve gritos de "Volta, querida" e "Dilma, Dilma". Já quem estava contra a presidente a vaiou e falou palavras como "fora, Dilma", "vai para a cadeia", "safada" e "vagabunda". Uma pessoa reclamou que a presidente afastada estava "gastando o nosso dinheiro" com a escolta e segurança que a acompanhava.

Dilma chegou nesta quinta, 2, de Brasília. Por volta das 17h30 chegou na cada de Pezão. Depois da visita, participa ainda hoje da Marcha das Mulheres pela Democracia e Cultura Contra o Golpe, que sai do Largo da Carioca em direção à Praça XV, no centro do Rio. A concentração ocorreu às 16h. ( - mariana.sallowicz@estadao.com)