24°
Máx
17°
Min

Dilma lamenta morte da ex-ministra da Igualdade Racial Luiza Bairros

Morreu nesta terça-feira, 12, em Porto Alegre (RS), aos 63 anos, a ex-ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Luiza Helena de Bairros, vítima de um câncer no pulmão. A informação foi confirmada pelo PT gaúcho. A presidente da República afastada, Dilma Rousseff, lamentou a notícia.

"Hoje é um dia triste para todos do movimento negro e daqueles que lutam pela igualdade racial no Brasil", disse ela em uma nota publicada em sua página oficial no Facebook. Luiza comandou a secretaria entre 2011 e 2014, no primeiro mandato de Dilma.

Natural de Porto Alegre, Luiza se formou em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Depois, mudou-se para a Bahia, onde construiu sua carreira política e cursou mestrado em Ciências Sociais. Ela também estudou Sociologia nos Estados Unidos e participou de projetos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Sua principal bandeira sempre foi o combate ao racismo.

"Luiza foi uma incansável militante da causa negra e da democracia brasileira. Sua obra permanece viva e continua sendo um símbolo da luta contra o preconceito e em favor das melhores causas da vida política nacional", disse Dilma. "Meus sentimentos à família, aos amigos e companheiros de luta. Estejam certos que sua lembrança guiará a todos nós na luta pela igualdade racial e de gênero. Sempre nos sentiremos honrados pelos anos de convívio com Luiza Bairros."

O Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Sul também divulgou uma nota lamentando o falecimento da ex-ministra. Segundo o texto, ela lutava contra o câncer de pulmão há três meses.