24°
Máx
17°
Min

Diretório do PT em Ribeirão Preto (SP) sofre ataque com rojões

O Diretório do PT em Ribeirão Preto (SP) sofreu na tarde desta quinta-feira, 17, um ataque com rojões, cinco no total, atirados na garagem do imóvel. Segundo o boletim de ocorrência registrado na polícia, três funcionários trabalhavam na sede do partido, região central do município paulista, e ouviram as explosões. Não houve feridos e nem suspeitos foram identificados ainda.

O vereador e presidente do partido na cidade, Jorge Parada, avaliou ser provável que o ato tenha sido uma represália à escolha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser o novo ministro-chefe da Casa Civil, o que trouxe uma série de manifestações ao País. A cidade paulista registrou ontem e hoje protestos pacíficos por conta da decisão tomada pela presidente Dilma Rousseff em nomear Lula ministro.

A deputada estadual Márcia Lia (PT), que tem em Ribeirão Preto parte de sua base política, divulgou nota nesta quinta-feira na qual considera o ataque "um atentado à liberdade política". Ela informou que pedirá apuração das autoridades responsáveis pela segurança pública.

"Não podemos permitir que tais atos ameaçando a integridade física e a liberdade das pessoas prosperem em meio à nossa sociedade, sob pena de vermos instalado no país um regime de exceção", relatou. "Grupos envolvidos em tais atos, também registrados contra a União Nacional dos Estudantes (UNE) em São Paulo, recentemente, não podem ficar à margem da polícia e da Justiça. A liberdade de expressão precisa ser defendida contra qualquer tipo de ameaça", concluiu.