24°
Máx
17°
Min

Doleira que cantou em depoimento deixa a prisão

(Foto: Geraldo Bubniak / Estadão Conteúdo) - Doleira que cantou em depoimento deixa a prisão
(Foto: Geraldo Bubniak / Estadão Conteúdo)

A doleira Nelma Kodama, presa desde de março de 2014 na Polícia Federal (PF) em Curitiba, foi solta na tarde de hoje (20). Ela ganhou destaque ao cantar a canção "Amada Amante" durante um depoimento na CPI da Petrobras, no ano passado. Além disso, Nelma teve um relacionamento com o doleiro Alberto Youssef.

Condenada há 18 anos de prisão, Nelma assinou acordo de delação premiada após meses de negociação. De acordo com o site UOL, entre as informações que ela deve fornecer está o esquema em que foram abertas contas no exterior.

Depois de liberada, Nelma vai usar tornozeleira eletrônica e vai cumprir prisão domiciliar. Ela foi presa no aeroporto de Guarulhos com dinheiro na calcinha enquanto tentava deixar o país.