24°
Máx
17°
Min

Doleiro Halysson Silva é primeiro condenado no âmbito da Operação Zelotes

Saiu a primeira condenação no âmbito da Operação Zelotes, que investiga um esquema de compras de decisões no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, condenou na noite desta quinta-feira, 10, o doleiro Halysson Silva a quatro anos e 3 meses de prisão em regime inicial semiaberto pelo crime de extorsão. Ele estava preso preventivamente desde outubro do ano passado e poderá recorrer da decisão em liberdade.

Hallyson foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) em novembro. Segundo as investigações, o lobista foi contratado em 2010 pelos responsáveis pela SGR Consultoria para cobrar o pagamento de propina devido à empresa por outros dois personagens da Zelotes - os lobistas Marco Marcondes e Eduardo Ramos. O valor exigido nas conversas obtidas pela Polícia Federal era de U$ 1,5 milhão.

Para forçar o pagamento, Halysson ameaçava entregar à oposição e à imprensa um dossiê sobre a compra da MP 471. A medida foi negociada por Marcondes, que atuava como lobista para grandes montadoras como Ford, Caoa e Mitsubishi.

A MP, assinada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2009, esticava de 2011 para 2015 o prazo para o fim da política de descontos no IPI de carros produzidos no Norte, Nordeste e Centro-Oeste. À época, a Ford tinha uma fábrica na Bahia e CAOA e Mitsubishi, fábricas em Goiás.