21°
Máx
17°
Min

Edinho rebate acusações de Delcidio

O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, distribuiu nota classificando como "mentira escandalosa" a afirmação do senador Delcídio Amaral (PT-MS) de que ele "esquentou" doações provenientes da indústria farmacêutica com notas frias e o orientou a fazer o mesmo para saldar R$ 1 milhão de dívida de sua campanha. O ministro Edinho Silva foi o tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff na sua reeleição, em 2014.

"A afirmação é uma mentira escandalosa. Jamais mantive esse diálogo com o senador, jamais mantive contato com as mencionadas empresas, antes ou durante a campanha eleitoral. Isso é facilmente comprovado", declarou Edinho.

Seguindo ele, "as doações para a campanha de Dilma Rousseff em 2014 estão todas declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral, bem como os fornecedores". Acrescentou ainda que "as contas da campanha foram todas aprovadas por unanimidade pelos ministros do TSE".