26°
Máx
19°
Min

Em dia de votação, Dilma prefere fazer caminhada à tradicional pedalada matinal

Poucas horas da abertura da sessão que votará a admissibilidade do processo de impeachment no Senado, a presidente da República, Dilma Rousseff, desistiu de fazer o seu passeio de bicicleta matinal, como de costume, e optou por caminhar a pé no bosque do Palácio da Alvorada. Dilma estava acompanhada apenas pelo chefe de sua segurança e um outro auxiliar. Nenhum ministro ou assessor especial de Dilma chegaram ao Alvorada até agora.

Na manhã desta quarta-feira, 11, a presidente Dilma deverá ir ao Palácio do Planalto para reunião com todos os seus ministros, que foram convocados na terça à noite. Na ocasião, a presidente deve aproveitar para, mais uma vez, defender o seu mandato e reafirmar que está sendo injustiçada e vítima de um golpe. O encontro deve ocorrer às 10 horas.

A sessão no Senado que votará o processo de impedimento da presidente terá início às 9 horas. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), estima que a sessão termine por volta das 22 horas desta quarta-feira.

Pelo calendário proposto por Renan, a sessão terá três blocos: o primeiro começa às 9 horas e vai até o meio-dia; depois, a sessão é retomada às 13 horas e segue até 18 horas; por último, retorna às 19 horas para concluir os debates e dar início à votação, que será aberta e deverá ser realizada por meio do painel eletrônico do plenário.