26°
Máx
19°
Min

Em primeira votação, vereadores aprovam aberturas de créditos adicionais

(Foto: Divulgação) - Em primeira votação abertura de crédito adicional é ‘liberada’
(Foto: Divulgação)

A primeira sessão pós denúncia de agressão de um vereador contra uma vereadora na Câmara de Vereadores de Curitiba, foi de agradecimentos e protestos. A vereadora que denunciou a agressão recebeu apoio da maioria e também contou com a presença de amigos e familiares que ocuparam as galerias. Com isso, foi lançada a ‘campanha Mexeu com uma, mexeu com Todas’. Conforme a vereadora, a expectativa agora fica por conta de uma resposta rápida para o caso. “Confio no Ministério Público e confio na Mesa Diretiva desta Casa”, afirmou.

O vereador acusado de ser o autor da agressão, não participou da sessão de hoje.

Quatro projetos entraram na pauta de votações, sendo o primeiro deles, o que autoriza a abertura de crédito adicional de R$ 27,3 milhões à Prefeitura. A oposição, mais uma vez disse que “teme pelo futuro da cidade”. “Vivemos uma grande farsa na administração municipal. A Prefeitura deveria ter coragem de vir a público e dizer, estamos quebrados”, afirmou um dos vereadores.

Outro vereador destacou que “antigamente as pessoas acusavam os administradores de priorizar o Centro e esquecer os bairros, e que agora, nem Centro e nem bairros são atendidos”. “Está tudo largado”.

Em relação ao projeto em si, que entrou em pauta para primeira votação, apesar do posicionamento contrário de alguns, foi aprovado por 28 votos sim, três não e, duas abstenções.

Foi pedida e concedida uma inversão na pauta, e desta forma, o quarto projeto, que declara utilidade pública para a Associação Pelo Meio Ambiente e Pela Paz (Amapaz), que foi aprovado.

Sem muita discussão, o segundo projeto do dia, que autoriza a abertura de crédito adicional no valor de R$ 1.242.579,60 para a Prefeitura, foi aprovado. O crédito será usado para atender a implantação da infraestrutura da Rua da Cidadania do Cajuru e o reequilíbrio do contrato de construção do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), do Bairro Portão. Também em primeiro turno, foi aprovado por 28 votos sim.

Também aprovado por unanimidade, a homenagem ao professor João Leonides de Lara, que denominará nome de rua.