21°
Máx
17°
Min

Estamos lutando para superar o golpe em forma de impeachment, diz Dilma

Apesar da crise política e do processo de impeachment no Congresso, a presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira, 13, que o governo "sem sombra de dúvidas" irá cumprir o cronograma de leilões de infraestrutura de 2016, incluindo arrendamentos portuários e a concessão de quatro aeroportos.

"Trabalharei todos os dias até o fim do meu mandato em 31 de dezembro de 2018. Estamos lutando para superar o golpe em forma de impeachment. Tenho certeza de que os brasileiros e brasileiras estarão ao meu lado no dia 15 e vamos vencer essa batalha", disse Dilma em evento de renovação antecipada do contrato do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP).

Repetindo o que disse pela manhã em entrevista a um grupo de jornalistas no Palácio do Planalto, a presidente voltou a prometer que, a partir da próxima semana e "com essa página virada", irá começar a repactuação das condições para superar a crise e retomar os investimentos. "Vamos chamar o País para um grande pacto, com diálogo nacional de todos os segmentos. (Vamos chamar) não só políticos, mas empresários e trabalhadores, todos aqueles que querem um País melhor", afirmou a presidente.

Dilma iniciou sua fala pontuando que o governo trabalha para criar ambiente mais favorável e seguro para investimentos no setor portuário desde a aprovação do novo marco regulatório do setor, em junho de 2013. "O nosso propósito de acelerar investimentos e ampliar a eficiência dos portos. Toda a carga industrial e agrícola tem nos portos um dos seus destinos prioritários e a parceria com o setor privado é fundamental para realizar investimentos", avaliou.

Por isso, comentou, a renovação antecipada dos contratos como no caso de Paranaguá permite a previsibilidade a sustentação dos investimentos. "Todo mundo ganha. A empresa vai ter segurança de um contrato de longo prazo para realizar seus investimentos, o Porto de Paranaguá consolida sua posição de porto estratégico no Sul do País, ganham as economias paranaense e brasileira, e esses ganhos como esse se multiplicam Brasil afora", completou Dilma.

A presidente lembrou que o governo já autorizou a renovação e construção de 60 Terminais de Uso Privado (TUPs) e disse que os investimentos privados no setor portuários já "são uma realidade" e ultrapassam R$ 24 bilhões. "Com esses investimentos estamos superando gargalos e muitas melhorias ainda virão. Apesar das incertezas no momento atual não deixamos de trabalhar nenhum minuto. O governo continua trabalhando e perseguindo suas metas", concluiu.

A renovação antecipada do contrato do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), no Paraná, estende até 2048 a concessão que se encerraria em 2023. Como contrapartida, a TCP irá investir R$ 1,1 bilhão na área.