28°
Máx
17°
Min

Ex-tesoureiro de Lula e Dilma deixa prédio da PF sem falar com a imprensa

(Foto: Divulgação) - Ex-tesoureiro de Lula e Dilma deixa prédio da PF sem falar com a imprensa
(Foto: Divulgação)

José de Filippi Jr, ex-tesoureiro das campanhas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na campanha de 2016, e da presidente Dilma Rousseff, na campanha de 2010, deixou na tarde desta sexta-feira, 4, a superintendência da Polícia Federal, em São Paulo, para onde foi conduzido coercitivamente nesta manhã após a deflagração da Operação Aletheia, 24ª fase da Operação Lava Jato. Filippi permaneceu por mais de cinco horas no prédio, onde prestou depoimento, e saiu sem falar com a imprensa.

Filippi, que já foi secretário municipal de saúde de São Paulo, presidente do Instituto Lula e prefeito de Diadema, foi citado na delação premiada do dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, como suposto destinatário de pagamento de propina. Ele foi um dos sete alvos de mandados de condução coercitiva cumpridos pela PF nesta sexta-feira.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi ouvido no aeroporto de Congonhas e liberado na sequência. Seis outros alvos foram levados para a sede da PF em São Paulo e cinco deles já deixaram o prédio após prestar depoimento. O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, chegou à sede da PF às 12h15 e permanece do prédio.