22°
Máx
17°
Min

Favoritos deixam registro para última hora

Os favoritos para a disputa da presidência da Câmara ainda não formalizaram as suas candidaturas. Rogério Rosso (PSD-DF), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Fernando Giacobo (PR-PR) devem se inscrever apenas na véspera da votação para evitar o desgaste e ganhar mais tempo nas negociações. Um dia após a renúncia do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência, anteontem, cinco deputados registraram as suas candidaturas na Mesa Diretora. O número, porém, deve chegar a cerca de 15 até a data da votação, prevista para esta semana.

Embora negue que esteja concorrendo, Rosso é considerado o candidato mais forte da disputa. Aliado de Cunha, o deputado do PSD conta com o apoio do peemedebista, que tem defendido a sua candidatura como principal candidato do Centrão, formado por 13 partidos. Ontem, Rosso afirmou que "centenas de deputados têm se manifestado a favor dele" e que será candidato se houver "consenso". Quanto ao apoio de Cunha, ele nega e diz que é uma forma dos adversários "desconstruírem" uma eventual candidatura.

Giacobo, outro que está entre os favoritos, atualmente ocupa a segunda vice-presidência da Casa. O parlamentar já costuma presidir as sessões em plenário na ausência do presidente interino Waldir Maranhão (PP-MA). Caso seja eleito, uma nova eleição teria que ser feita para preencher o seu cargo. O mesmo vale para o primeiro-secretário da Casa, Beto Mansur (PRB-SP), que também está na corrida pela presidência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.