21°
Máx
17°
Min

Folha: “Busca na casa de Gleisi e Paulo Bernardo foi legal, diz procurador”

A Polícia Federal recolheu documentos e objetos da casa de Gleisi em Brasília (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) - Folha: “Busca na casa de Gleisi foi legal, diz procurador"
A Polícia Federal recolheu documentos e objetos da casa de Gleisi em Brasília (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O procurador Rodrigo De Grandis negou nesta sexta-feira (24) que a operação de busca e apreensão realizada pela Polícia Federal no apartamento funcional da senadora Gleisi Hoffmann tenha sido ilegal, como defendeu o Senado. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

A PF entrou no local nesta quinta-feira (23) durante a operação Custo Brasil, que prendeu o ex-ministro Paulo Bernardo, marido de Gleisi e que também mora no apartamento.

Segundo o procurador, as buscas realizadas pela polícia se restringiram a itens relacionados a Paulo Bernardo e não tiveram como objetivo investigar a senadora, que tem foro privilegiado.

“O Ministério Público executou a ação de acordo com a Constituição e a lei. A medida recaiu exclusivamente sobre o ex-Ministro Paulo Bernardo e documentos pertinentes a ele. O fato de o ex-Ministro Paulo Bernardo ser casado com a senadora não confere a ele mesmo foro, afirmou De Grandis.

Continue lendo a matéria no site da Folha de São Paulo.