23°
Máx
12°
Min

Gim Argello deve prestar depoimento nesta tarde

(Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado) - Gim Argello deve prestar depoimento nesta tarde
(Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado)

Está marcado para às 14 horas desta tarde (25), o depoimento do ex-senador Gim Argello, preso pela Polícia Federal na até então última fase da Operação Lava Jato, ou a 28ª parte da ação, desencadeada no dia 12 de abril. De acordo com a Polícia Federal, Argello foi preso preventivamente, e desta forma não há prazo para ser colocado em liberdade.

A “Vitória de Pirro”, como foi intitulada a ação de prisão de Argello, investiga cobrança de propinas que tinham a intenção de evitar a convocação de empreiteiros para prestarem depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigava a Petrobras.

A referência ao nome de Argello, veio nas delações premiadas do senador Delcídio do Amaral e do proprietário da UTC, Ricardo Pessoa.

Conforme o Ministério Público Federal, existem evidências de que Argello teria pedido R$ 5 milhões em propina para a empreiteira UTC e outros R$ 350 mil para a OAS, sendo as duas empresas investigadas na Lava Jato. Os valores teriam sido enviados aos partidos DEM, PR, PMN e PRTB, na forma de doações de campanha, sendo que todos teriam sido indicados por Argello.

Colaboração Assessoria PF