22°
Máx
14°
Min

Governistas negociam apoio em eleições em troca de votos contra impeachment

As eleições municipais deste ano entraram no cardápio de negociação do governo para conseguir votos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Deputados governistas confirmaram ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que estão oferecendo apoio nas disputas municipais deste ano, que irão escolher prefeitos e vereadores, em troca de votos. Ao menos quatro deputados teriam desistido de votar a favor do impeachment em troca do apoio eleitoral. Os petistas não revelam os nomes para evitar que o grupo pró-impeachment faça contrapropostas.

A estratégia dos governistas, contudo, nem sempre é bem sucedida. Um deputado petista admite que perdeu o voto de um colega do PDT por não ter como garantir aliança com o PT na disputa municipal. Seria o deputado Hissa Abrahão (PDT-AM), candidato à prefeitura de Manaus.

A eleição nacional de 2018 também entrou no pacote das negociações. O deputado Waldir Maranhão (PP-MA) desistiu de votar a favor do impeachment depois de um acordo para ser o candidato ao Senado na chapa do governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB).

Num cenário em que os votos mudam a cada momento, a estratégia dos governistas também inclui a escalação de deputados para vigiar os parlamentares que mudaram de posição. O trabalho é feito em equipe. Enquanto um deputado tem a função de conquistar o voto, o outro trabalha para evitar que ele seja abordado pela oposição. Segundo um governista, o trabalho deste último é ficar 24 horas colado no novo aliado.