23°
Máx
12°
Min

Governo e oposição travam 'batalha de planilhas' de votos sobre o impeachment

Além da disputa entre manifestantes pró e contra governo na Esplanada dos Ministérios, uma batalha de planilhas tem sido travada entre oposição e situação. Enquanto o governo contabiliza 183 votos a favor da permanência da presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, parlamentares de oposição trabalham com 129 a favor do governo e 368 contra. A confirmação dos números, no entanto, só ocorrerá no domingo, 17, quando cada parlamentar declarar seu voto em plenário. As negociações, de ambos os lados, têm sido intensa.

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu (PMDB), e o ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner, fizeram na noite de sexta-feira uma reunião com aliados nas casas dos deputados Waldir Maranhão (PP-MA) e Weverton Rocha (PDT-MA) e acreditam ter revertido votos em favor da presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment.

"Estou otimista, humilde e confiante. Vamos trabalhar até a noite de domingo, sem descanso", disse ao Broadcast a ministra. Ela passou o dia no Ministério da Agricultura recebendo parlamentares, negociando e trabalhando no convencimento.

Do outro lado, uma série de reuniões tem ocorrido. Os ruralistas, que se reuniram durante o almoço com entidades do setor produtivo, fizeram também uma contagem de votos. O deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), divulgou a contagem do grupo. Até às 18h33 eles contavam 368 favoráveis ao impeachment, 129 contrários e 16 indecisos.