22°
Máx
16°
Min

Guimarães é recebido com vaias e 'chuva' de dinheiro em aeroporto de Fortaleza

O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), foi recebido com vaias e até "chuva" de dinheiro em Fortaleza, nesta quinta-feira, 31. Sob gritos de "ladrão", um grupo de manifestantes tentou abordar o parlamentar no aeroporto Pinto Martins. Uma mulher chegou a se colocar na frente do deputado enquanto ele caminhava e caiu no chão. Em nota, Guimarães chamou os manifestantes de "neofascistas".

"Conforta-me saber que aqueles que me agridem são os mesmos que veneram defensores da ditadura militar e suas atrocidades. Não me deixarei abater por agressores sectários", diz o texto. O parlamentar lamentou o ato e disse que esta "é mais uma passagem lamentável do atual momento da política brasileira, marcada pelo ódio, pela perseguição e pela intolerância às posições divergentes", declarou o parlamentar no texto.

Ele relembrou "ataques" ao ministro Teori Zavaski e do jornalista Juca Kfouri, que "atentam contra a democracia". Recentemente, Kfouri foi alvo de agressões verbais perto de sua casa. Na residência de Zavaski foram penduradas faixas. "Enquanto alguns estavam no aeroporto para me agredir, milhares me esperavam na Praça do Dragão do Mar", escreveu Guimarães. Ele finalizou o texto dizendo que "jamais se curvará".

Manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff caminharam hoje pelas ruas do centro de Fortaleza até o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A organização estima em 50 mil o número de participantes. A Polícia Militar ainda não informou a quantidade de pessoas, mas acompanha a manifestação por meio da cavalaria e do Batalhão de Choque. A passeata seguia até o início desta noite sem incidentes.