22°
Máx
17°
Min

Haddad é o primeiro em SP a prestar contas ao TSE

O prefeito Fernando Haddad (PT) foi o único dos 11 candidatos à Prefeitura de São Paulo a prestar contas de quanto conseguiu arrecadar nas primeiras 72 horas de campanha. De acordo com informações do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele arrecadou, até agora, R$ 3.931.

O primeiro balanço geral do TSE foi divulgado ontem. A prestação de todos os outros candidatos a prefeito da capital paulista continua sem registrar nenhuma movimentação financeira. Segundo o TSE, até as 14h de ontem, dos mais de 503 mil candidatos, apenas 3.721 haviam enviado informações à Justiça Eleitoral.

A partir desta eleição, as doações recebidas e os gastos de campanha devem ser informados a cada 72 horas. A medida tem como objetivo dar mais transparência, mas não há uma sanção prevista na legislação eleitoral para quem descumprir esse prazo. Segundo o ex-ministro do TSE Eduardo Alckmin, a falta de declaração nos primeiros dias de campanha é normal.

Apesar de ainda não ter prestado contas, o candidato do PSDB, João Doria, disse ter recebido ontem a primeira doação. O diretório nacional do PSDB fez uma transferência de R$ 500 mil de recursos do Fundo Partidário. O valor, segundo a campanha, será divulgada ao TSE na segunda-feira, dentro do prazo legal.

A ideia inicial da cúpula tucana era repassar apenas R$ 300 mil para a campanha na capital paulista. O valor, porém, foi considerado baixo pela campanha tucana, que recorreu a Aécio Neves, presidente do PSDB, para pedir mais recursos. Aliados de Doria acreditam que o partido enviará mais dinheiro.