22°
Máx
16°
Min

Humberto Costa (PT/PE): não vejo tensão entre Dilma e senadores amanhã

O líder do PT no Senado, senador Humberto Costa (PE), afirmou neste domingo à Rádio Estadão que não vê a possibilidade de um "tensionamento maior" entre os parlamentares e a presidente afastada, Dilma Rousseff, que irá amanhã ao Congresso para apresentar defesa própria no processo de impeachment. "Acho que será um momento importante para o Parlamento e para o Brasil. A presidente, na própria liturgia do cargo, será elegante, mas dura", destacou.

A sessão com a presença de Dilma está marcada para começar às 9 horas e Costa disse não saber se a presidente afastada irá usar a palavra "golpe" para se referir ao processo. "Acho que já está caracterizado, a população brasileira já tem essa opinião. Nossa leitura é que se trata de um golpe parlamentar, um golpe diferente", avaliou o petista.

O senador comentou ainda que, apesar do quadro desfavorável na Casa, o partido "não vai em nenhum momento jogar a toalha". "Acredito que temos tudo para reverter isso", disse, acrescentando que Dilma "é a pessoa mais preparada para defender seu governo". Pelo mais recente Placar do Impeachment do Estadão, 53 senadores se manifestaram a favor do impeachment da presidente afastada, 19 são contra e outros 9 não declararam o voto. São necessários 54 votos para que Dilma seja afastada definitivamente.