24°
Máx
17°
Min

Imprensa da América Latina destaca "Dia D" para Dilma no Congresso

Os principais diários latino-americanos destacam, neste domingo, 17, a alta carga de tensão que cerca a votação para abertura do processo de impeachment na Câmara dos Deputados. "Chegou o "Dia D" para Dilma Rousseff", afirma o diário argentino La Nación na edição de hoje. Já o jornal mexicano El Universal salienta a movimentação de milhares de brasileiros, que tomam as ruas das cidades para acompanhar, "quase como a final de um torneio de futebol", a sessão em Brasília, que está marcada para começar às 14h.

O chileno El Mercurio destacou a "última e desesperada ofensiva" feita por Dilma e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para angariar os votos necessários para impedir a continuidade do processo, especialmente sobre deputados de Estados das regiões Norte e Nordeste. O jornal também chamou a atenção para a troca de acusações entre a presidente e seu vice, Michel Temer.

"Suspender o mandato da presidente brasileira não solucionaria os graves problemas estruturais do Brasil nem aliviaria sua crise econômica, mas amainaria a indignação popular frente à corrupção e o desgoverno", destaca o colombiano El Tiempo. O diário lembra também dos reflexos que a crise brasileira tem sobre a política e a economia na região. "O Fundo Monetário internacional (FMI) reconheceu que a recessão brasileira é muito mais profunda do que havia estimado e advertiu que isso penalizará mais a região, já fragilizada pelo tombo (dos preços) das matérias primas e a fuga de capitais. (...) Na política, a gestão do PT põe, entre outras coisas, o país contra as cordas e exige uma reflexão da esquerda na América Latina."

O jornal venezuelano El Universal destacou as milhares de pessoas que saíram às ruas para manifestar seu apoio ao governo de Dilma. Já a rede de pan-americana Telesur enfatiza a mensagem dada pela presidente ontem, quando ela reiterou que o julgamento "é a maior fraude jurídica e política na história da nação."