21°
Máx
17°
Min

Ivan Valente classifica eleição de Doria no 1º turno como 'brutal retrocesso'

O deputado federal Ivan Valente (PSOL), que foi candidato a vice na chapa da colega de bancada Luiza Erundina à Prefeitura de São Paulo, afirmou que a vitória de João Doria (PSDB) no primeiro turno vai representar um "brutal retrocesso" para os serviços e direitos da população.

Em nota assinada representando a coordenação da campanha de Erundina, Valente afirmou que o tucano representa a entrega dos equipamentos públicos para o setor privado. O PSOL ficou em quinto lugar na disputa, com 3,18% dos votos válidos. "Em São Paulo, a eleição de João Doria, já no primeiro turno, representará um brutal retrocesso para os serviços essenciais e os direitos da população, com o anúncio da ampliação da entrega, para o setor privado, dos equipamentos públicos. Uma candidatura que não tem vergonha de dizer que vai privatizar a cidade e governar para os interesses do capital. Mais do que isso, vence as eleições na maior cidade do País uma candidatura atrasada, que nega a política e deseduca nossa juventude", afirmou o deputado.

Apesar da proibição de financiamento empresarial nas campanhas, Ivan Valente afirmou que a eleição de Doria representa o triunfo de campanhas milionárias sobre um projeto de governo popular e democrático. Ele escreveu que o PSOL vai continuar com seus objetivos por meio da eleição de dois vereadores à Câmara: Toninho Vespoli e Sâmara Bomfim. Segundo a nota, Valente e Erundina seguirão fazendo oposição ao governo do presidente Michel Temer.

Marta agradece

A senadora Marta Suplicy (PMDB), que após passar a maior parte da campanha com chances de ir para um eventual segundo turno ficou em quarto lugar, com 10,14% dos votos, usou seu perfil no Facebook para agradecer os votos recebidos. "Esta campanha me possibilitou reiterar meu comprometimento com toda a sociedade, em especial com os trabalhadores", escreveu. Ela afirmou ainda que vai continuar representando a cidade e o Estado "com muito vigor e energia" no Senado.