22°
Máx
14°
Min

Janot designa Bonifácio de Andrada, ligado ao PSDB, como vice-procurador-geral

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, designou o subprocurador-geral da República José Bonifácio Borges de Andrada para exercer a função de vice-procurador-geral, no lugar de Ela Wiecko, que deixou o cargo depois da divulgação de um vídeo em que ela aparece em manifestação contrária ao impeachment da agora presidente cassada Dilma Rousseff.

A portaria com a designação de Bonifácio Andrada está publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 9, conforme informou nesta quinta-feira, 8, o Broadcast Político. Andrada deverá, sem prejuízo de suas atribuições, substituir também o procurador-geral eleitoral, nas ausências e impedimentos do vice-procurador-geral eleitoral.

Contemporâneo de Janot no início da carreira, Andrada foi advogado-geral da União durante o último ano do governo Fernando Henrique Cardoso, em 2002, sucedendo Gilmar Mendes, hoje ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O novo vice-procurador também foi advogado-geral de Minas Gerais, entre 2003 e 2010, quando o senador Aécio Neves (PSDB) era governador do Estado.

Segundo fontes da PGR, a escolha de Janot tem um componente político. Ao substituir Ela Wiecko, que tinha uma posição mais à esquerda, por um nome ligado ao PSDB, Janot espera construir uma ponte com o novo governo do presidente Michel Temer.

Andrada também é um nome com bom trânsito entre os subprocuradores e com Gilmar Mendes, que tem feito reiteradas críticas à atuação da PGR na Operação Lava Jato.