23°
Máx
12°
Min

Justiça eleitoral condena Fruet a pagar multa por uso indevido de publicidade institucional

(Foto: Divulgação) - Justiça condena Fruet a pagar multa por uso indevido de publicidade
(Foto: Divulgação)

O juiz João Luiz Manassés de Albuquerque Filho, da 1ª zona eleitoral de Curitiba, multou o candidato Gustavo Fruet (PDT) e o secretário municipal de Comunicação, Paulo Vítola, em R$ 50 mil cada um, por uso indevido de publicidade institucional na campanha de Fruet nas eleições deste ano. A coligação de Fruet também foi multada em R$ 50 mil.

Albuquerque Filho julgou procedente representação pela prática de conduta vedada à agente público ajuizada pela coligação de Ney leprevost (PDT) contra Fruet, Vítola e a coligação pela qual o atual prefeito concorre à reeleição. “Os representados foram condenados ao pagamento de multa no valor de 50 mil em razão do uso indevido de publicidade institucional e, ainda, ao ao pagamento de multa por litigância de má-fé, por conta da tentativa de alterar a verdade dos fatos no decorrer do processo”, diz parte do despacho do juiz.

“Julgo procedentes os pedidos da inicial para o fim de confirmar a condenar solidariamente os representados ao pagamento de multa no valor correspondente a R$ 50 mil”, completa o despacho.

Com informações de Fábio Campana